Entrevista Para A Rolling Stone

| 14 de março de 2008

Mike Shinoda em uma entrevista para a Rolling Stone. Confira:


Depois de uma longa turnê de um ano que passou por mais de 100 cidades em todo o mundo, o rapper do Linkin Park, Mike Shinoda sentou para conversar com a RollingStone.com no backstage de uma das datas finais de sua tour, no Las Vegas Hard Rock Casino.
RS: Isso é muito diferente da maioria dos shows que você já fez na tour. O Hard Rock é um lugar muito mais intimador.“Nós tocamos aqui várias vezes. Temos tocado no estacionamento. Nós tocamos aqui no VMA. Eles nos tratam muito bem. Eles vão dedicar um pequeno lugar para nós em seu pequeno museu de rock aqui no hotel. Eu doei uma coisa que é realmente muito especial para mim. É um controlador de teclado. Eu provavelmente o comprei no fim do ensino médio, e usei em tudo que nós fizemos até o Minutes To Midnight. Me lembro de ter escrito ‘In The End’ sobre ele, assim como ‘Breaking The Habit’. Ele estava guardado no meu armário e eu pensei ‘Sabe, as pessoas gostariam de ver isso. Ele deveria ir para algum lugar’. E por coincidência, o Hard Rock nos chamou uma semana depois”.

RS: O próximo passo é a “Projekt Revolution” na Europa esse verão. O que podemos esperar?“Estamos fazendo ela fora dos Estados Unidos pela primeira vez. Jay-Z se juntará à nós na Inglaterra, e nós estamos tentando construí-la com bandas que são populares por lá também. Espero que possamos fazer alguns mash-ups. Nós nunca fizemos isso fora dos Estados Unidos, então será muito divertido”.
RS: A banda está com tempo livre pela primeira vez em um ano. O que você fará no seu tempo?“Eu provavelmente vou ver alguns shows e alguns jogos de basquete. Gostaria de ver a turnê do Chris Rock. Nós não temos planos para o próximo album, mas ele provavelmente não vai demorar tanto quanto o Minutes To Midnight. Eu sinto que nós quebramos muitas de nossas barreiras pessoais com esse disco, e agora nós temos esse espaço aberto para trabalhar. Mas eu estou sempre escrevendo. Não posso ficar mais que alguns dias sem escrever”.



Tkans: LPRussia

0 comentários: